Home » O Ônix já está quase pronto para as ruas

O Ônix já está quase pronto para as ruas

Mais um Chevrolet está vindo por aí. O novo modelo é um integrante do Projeto Ônix e ficará entre o Celta e o Agile na tabela de preços. O nome ainda está indefinido, mas várias fontes da GM garantem que será mesmo “Ônix”, já com patente registrada no Brasil, além de dois domínios na internet. O projeto terá, além da carroceria hatch, a versão sedã, ambas construídas sobre a plataforma Gamma II, já utilizada pelo Cobalt, pela minivan Spin, pelo importado Sonic (hatch e sedã) e, futuramente, pelo crossover Chevrolet Trax.
As duas variações do Ônix sairão da fábrica de Gravataí (RS), onde hoje são produzidos Celta e Prisma. Quando isso ocorrer, o Prisma deixará de ser fabricado, mas o Celta vai continuar em linha, e até terá uma leve e derradeira reestilização. Com o Prisma saindo de linha em setembro, a unidade passará a produzir somente Celta, Ônix hatch e Ônix sedã – este será lançado somente no ano que vem. A partir de julho começam a ser produzidos as unidades pré-série do Ônix hatch, que serão usadas para treinamento de rede, frota interna e frota de imprensa. A apresentação será no fim de outubro. No fim deste ano começam as vendas das versões LT e LTZ. A LS, mais barata, só chega no começo do ano que vem, na faixa de R$ 27 mil.


A frente terá faróis bem espichados, e o capô será bem pequeno, assim como os para-lamas. Fontes do Autos Segredos dizem que a frente do Ônix é bem curta. A grade terá filetes, e não estilo colmeia como os irmãos. O contorno dos faróis na versão LTZ terá um filete de luz azul, acionado juntamente com as luzes de neblina.
Na traseira, o vidro curvo e os vincos da carroceria se encontram na tampa, simulando um X. Haverá ainda spoiler integrado. As lanternas invadem as laterais, com a parte de cima vermelha e a de baixo branca. As laterais são marcadas pelos vincos e as portas acompanham a caída do teto. As maçanetas são as do Cobalt. No interior, o painel de instrumentos seguirá a linha dos irmãos Cobalt, Spin e Sonic. As versões mais caras (LTZ) terão tela de multimídia sensível ao toque.
Inicialmente, os motores serão 1.0 e 1.4 Econo.Flex, de 78 cv e 97 cv. Mas espera-se uma evolução nesses blocos assim que a fábrica de motores de Joinville (SC) entrar em operação. As versões terão rodas de aro 14 ou 15 (esta, de liga-leve, só na topo de linha, LTZ).
O jeito é esperar para ver. Gostou dele?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *